Engajamento de funcionários

Engajamento de funcionários

  • Posted by Elio Medeiros
  • On 8 de setembro de 2015
  • 0 Comments

Tratar os profissionais como únicos reduz o risco de acidentes de trabalho.

De acordo com dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ocorrem 270 milhões de acidentes ao ano nas empresas em todo o mundo. No Brasil, são 1,3 milhão de casos, causados pelo descumprimento de normas básicas de proteção e más condições nos ambientes e processos de trabalho.

Para diminuir esses números, em primeiro lugar é essencial que os trabalhadores entendam que eles devem ser os mais interessados na preservação de suas vidas. As empresas podem estimular essa conscientização investindo em novas rotinas e, em conjunto, ambas as partes precisam fazer uma análise dos riscos das atividades do dia-a-dia para criar um plano preventivo contra eles.

Ao contratar novos funcionários, as empresas realizam ambientações e treinamentos, atribuindo peso menor às experiências e comportamentos que cada um carrega consigo. No fundo, o que as companhias precisam é desmistificar o raciocínio de que as pessoas são iguais e encará-las como únicas.

Ao migrar do aspecto técnico para o psicológico, esses novos processos mudam as percepções de risco e fornecem dados para que a liderança realize mudanças de rota, passando a considerar também o intangível – no caso, os critérios subjetivos, conscientes e inconscientes, que motivam os integrantes do time em suas tomadas de decisão.

Tendo em vista o que é praticado hoje, essa nova abordagem representa uma quebra de paradigma, em especial porque exige personalização e, por consequência, mais dedicação e tempo dos responsáveis pela área de segurança e dos líderes na conscientização e capacitação de suas equipes.

Tratar os profissionais (realmente) como indivíduos aumenta o engajamento e diminui riscos. Mas, além disso, influencia também outros fatores essenciais para o êxito do negócio, como facilidade de processos e clima organizacional.

Por: Rogerio Almeida

Fonte: DCI

 

0 Comments

Leave Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *