Impostômetro atinge a marca de R$ 1,3 trilhão

Impostômetro atinge a marca de R$ 1,3 trilhão

  • Posted by Ana Carolina Camargo
  • On 26 de agosto de 2015
  • 0 Comments
  • Arrecadação, Impostometro, Impostos, tributos

dinheiro3

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou hoje a marca de R$ 1,3 trilhão, que representa o total de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros em 2015. O montante será atingido 16 dias antes do que em 2014, quando a mesma arrecadação foi anotada em 10 de setembro.

“O mais preocupante é que, juntamente com essa elevação da carga tributária, poderão vir novos aumentos de impostos, o que pode agravar a situação financeira das empresas e dos consumidores”, alerta o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

Confira abaixo a lista de coisas que poderiam ser feitas com R$ 1,3 trilhão:

· Adquirir mais de 1.183.376.182 geladeiras simples;
· Plantar 260.342.760.023 de árvores;
· Comprar mais de 16.170.358 ambulâncias equipadas;
· Construir mais de 37.191.823 casas populares de 40 metros quadrados;
· Pagar 86.920 meses a conta de luz de todos os brasileiros;
· Comprar mais de 650.856.900 TVs de Led;
· Fornecer mais de 9.297.955.715 bolsas família;
· Construir mais de 27.119.038 postos policiais equipados;
· Contratar mais de 80.851.789 policiais por ano;
· Contratar mais de 97.579.745 professores do ensino fundamental por ano;
· Construir mais de 1.131.925 km asfaltado de estradas;
· Pagar mais de 1.651.921.066 salários mínimos;
· Fornecer cestas básicas para toda a população brasileira por 21 meses;
· Construir mais de 14.149.063 km de redes de esgoto.

O painel

O Impostômetro fica localizado na sede da ACSP, no centro da capital paulista, e tem o objetivo de conscientizar e alertar a população sobre o alto valor pago em tributos federais, estaduais e municipais. Pelo portal é possível levantar os valores que as populações de cada estado e município brasileiro pagam em impostos e também visualizar o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado.

Fonte: Administradores.com.br

 

0 Comments

Leave Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *